Diagrama de ishikawa

O que é Diagrama de Ishikawa ou espinha de peixe

Quando você detecta um problema na sua empresa ou área de atuação, algo que precisa ser resolvido com urgência, como você procura a solução?

Nesse momento, poder contar com uma ferramenta de solução de problemas pode ajudar muito! E é exatamente para que serve o método de diagrama de Ishikawa.

O que é o Diagrama de Ishikawa

O Diagrama de Ishikawa, também conhecido como Diagrama de Espinha de Peixe ou Diagrama de Causa e Efeito, é uma ferramenta da qualidade que ajuda a levantar as causas-raízes de um problema, analisando todos os fatores que envolvem a execução do processo.

É uma ferramenta visual, em formato de gráfico. Sua função é auxiliar as análises das organizações na procura da causa principal de um problema.

Modelo de diagrama de Ishikawa

O Diagrama, portanto, tem como objetivo ajudar a equipe a chegar nas causas reais de problemas que acometem nos processos organizacionais de uma empresa ou determinado setor. Ou seja, seu propósito é descobrir as causas que resultam em uma situação indesejada na organização como um todo ou área específica.

Origem da ferramenta diagrama de Ishikawa

A ferramenta diagrama de Ishikawa foi criada pelo engenheiro químico Kaoru Ishikawa, no ano de 1943. Seu sucesso na gestão da qualidade parte da motivação de Ishikawa de criar várias outras ferramentas da qualidade.

Seu projeto foi desenvolver uma ferramenta que fosse utilizável por qualquer pessoa, desde os colaboradores do nível operacional da empresa até funcionários de nível de diretoria.

Assim, por ser uma ferramenta visual, o diagrama de Ishikawa é muito utilizado para auxiliar na organização e no raciocínio da equipe.

Dessa forma, com sua representação gráfica, ele auxilia a equipe a chegar nas causas-raiz que diminuem a produtividade da organização.

Como usar o diagrama de Ishikawa

Na  metodologia, todo problema tem causas específicas, e essas causas devem ser analisadas e testadas, uma a uma, a fim de comprovar qual delas está realmente causando o efeito (problema) que se quer eliminar. Eliminado as causas, elimina-se o problema.

O Diagrama de Ishikawa é uma ferramenta prática, muito utilizada para realizar a análise das causas-raízes em avaliações de não conformidades, por isso vamos abordar detalhadamente todas as etapas da construção do diagrama de Ishikawa.

Análise da causa raiz do problema

Para determinar a causa raiz de um problema existem três estratégias que podem ser utilizadas para identificar esse tipo de situação, então são três tipos de ações:

  • A Ação preventiva do problema: atua nas causas dos problemas antes que eles ocorram;
  • Ação corretiva de um problema: após a detecção de um problema, busca-se eliminar a causa;
  • Ação de contenção de um problema: quando não é possível eliminar a causa do problema, é tomada uma ação durante a situação para evitar que o problema se propague.

Um exemplo para ilustrar essa situação pode ser em uma empresa de carregamento ferroviário, como tomar todas essas ações em processo de carregamento:

Forma como é feito na prática pode ser visto neste vídeo clicando aqui

Análise da causa raiz

Neste caso temos um problema que a avaria do compressor que faz a limpeza dos vagões que leva ao efeito de parada do carregamento do trem, qual uma das causas dessa avaria, pode ser que o equipamento esteja antigo, com isso a sua performance não é mais a mesma.

Quais o tipos de ações de contenção podem ser feitas nessa situação, por exemplo, usar um compressor reserva ou utilizar vassouras para não parrar o carregamento.

Ações corretivas que podem ser utilizadas são manutenção no compressor no momento da avaria do mesmo, quando mais rápido o problema for resolvido, o carregamento fica menos impactado.

Tipos de ações preventivas para esse problema, com o fato que o compressor é mais antigo, é necessário que sejam feitas mais manutenções de lubrificação e inspeção das peças do mesmo, pois o equipamento a cada dia de uso fica mais limitado.

Construção do Diagrama

Primeiro passo é identificar o efeito do problema que deseja ser estudado, feito isso na parte gráfica do diagrama é feito uma linha horizontal e ao final é colocar o efeito em um quadrante na extremidade da linha.

Linha horizontal com problema do diagrama

Para ilustra essa situação vamos abordar um exemplo: em um terminal de carregamento de vagões o analista de qualidade tem observado muitos problemas no processo de carregamento. Um problema que afetou muito a produtividade do terminal é que o carregamento começou a ficar lento, o processo está demorando bem mais do que é esperado no planejado.

Portanto, ele deseja estudar as possíveis causas que levaram o carregamento ficar mais lento.

Categorização das causas

O uso das categorias ajuda a organizar e compreender o diagrama de Ishikawa, as categorias servem como inspiração para buscar as causas do problema.

A escolha de categorias é flexível e depende do problema sendo estudado, não existe uma base de categorias padrão, mas uma das formas mais utilizada de categorizar é a abordagem 6M:

  • Categoria método: causas relacionadas ao processo e aos procedimentos, ou seja, como o trabalho é realizado;
  • Mão de obra: causa relacionada ao pessoal envolvido com o efeito, tais como capacitação, jornada de trabalho de trabalho e etc.
  • Máquina: causas relacionadas às máquinas e equipamentos que podem estar relacionados com os efeitos;
  • Material: causas relacionadas aos materiais e insumos usados no processo;
  • Medida: causas relacionadas a como o processo é mensurado, calibração dos equipamentos de medição e etc;
  • Meio ambiente: características do ambiente em que o processo ocorre, tais como, temperatura, iluminação, umidade, clima organizacional e outros.

Como o exemplo usado anteriormente a imagem a seguir mostra como é utilizado o diagrama de Ishikawa com as categorias no gráfico.

Além da estratégia 6M ainda existem outras estratégias muito utilizadas no meio organizacional, como os 4P’s para serviços, os 4S’s e uma outra forma também pode ser pelas etapas do processo.

Identificação das Causas Potenciais

As possíveis causas devem ser identificadas e colocadas na categoria que melhor a descreve (não perca muito tempo decidindo as causas).

Estratégias de brainstorming e trabalho em grupo podem ser usadas para enriquecer a identificação das causas, quanto mais processo das causas o funcionários estiver associado, melhor.

É possível criar subníveis das causas dos problemas. Pois quanto mais detalhado for a causa, melhor será para entender o problema.

As causas identificadas são apenas hipoteses (potenciais causas problemas). Portanto a comprovação da relação de causa e efeito requer análises mais profundas (exemplo: diagrama de correlação).

Em relação do exemplo que estava sendo comentado do problema de carregamento lento, foram levantadas algumas causa para o problemas.

Diagrama de Ishikawa para o problema de carregamento lento

Com isso temos alguns categorias, causas para o possível problema de carregamento lento apresentado por essa empresa em questão.

Conclusão

Se um problema tiver dois efeitos distintos, é melhor fazer dois diagramas de causa e efeito separados. Por exemplo, um problema pode ser o carregamento lento no processo de carregamento e ter vários efeitos para isso, como avaria de equipamentos ou falta de pessoal.

O ideal é que esta ferramenta seja feita colaborativamente, com a participação dos funcionários que atuam diretamente no processo.

É importante a empresa arquivar os gráficos do diagrama de Ishikawa para que sirvam de exemplo para a construção dos próximos e para fins de resoluções de problemas.

O diagrama de Ishikawa é apenas o ponto de partida para resolução de um problema! Análises mais detalhadas e planos de ação devem ser criados para que o problema seja efetivamente resolvido.

 

 

Minicurso Dashboard em Excel

Quando você detecta um problema na sua empresa ou área de atuação, algo que precisa ser resolvido com urgência, como...
Read More

minicurso-financas-pessoais

Quando você detecta um problema na sua empresa ou área de atuação, algo que precisa ser resolvido com urgência, como...
Read More

Planejamento Financeiro – Palestra de Finanças Pessoais 2022

Quando você detecta um problema na sua empresa ou área de atuação, algo que precisa ser resolvido com urgência, como...
Read More

Como abrir tela cheia no Excel

Quando você detecta um problema na sua empresa ou área de atuação, algo que precisa ser resolvido com urgência, como...
Read More

Finanças pessoais em 2022 – O que é Mindset?

Quando você detecta um problema na sua empresa ou área de atuação, algo que precisa ser resolvido com urgência, como...
Read More

Descubra agora o que te impede de conseguir seu financiamento

Quando você detecta um problema na sua empresa ou área de atuação, algo que precisa ser resolvido com urgência, como...
Read More

Para que alfabetização financeira? Lição do livro Pai Rico Pai Pobre – Cap 3

Quando você detecta um problema na sua empresa ou área de atuação, algo que precisa ser resolvido com urgência, como...
Read More

ResumoCast – Pai rico, pai pobre

Resumo do capítulo 1 do livro pai rico, pai pobre.
Read More

Conteúdo Extra

Quando você detecta um problema na sua empresa ou área de atuação, algo que precisa ser resolvido com urgência, como...
Read More

Planilha Dashboard de Planejamento e Controle de Treinamentos RH

Quando você detecta um problema na sua empresa ou área de atuação, algo que precisa ser resolvido com urgência, como...
Read More